Ufal e Sociedade 191 - Dia da Consciência Negra

Entrevista com Danilo Marques, coordenador geral do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da Ufal
Ufal e Sociedade 191 - Dia da Consciência Negra

o professor e pesquisador Danilo Marques, coordenador-geral do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neabi). Ele fala sobre o Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, e a participação da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) na programação do evento Vamos Subir a Serra.

Danilo Marques apresenta, nesta entrevista, um breve histórico do Neabi, que atualmente é um órgão de assessoramento acadêmico, além de promover pesquisa e extensão sobre a trajetória do povo negro e indígena no Brasil. “São 42 anos de trajetória do Neabi, então, temos um grande acervo de documentação e pesquisa sobre o movimento negro em Alagoas”, informou.

O acervo, segundo Danilo Marques, reúne documentação desde 1979. “Temos os registros de todo o processo para o tombamento da Serra da Barriga, as atas das reuniões do Movimento Negro nas décadas de 1970 e 1980, correspondências e outros textos de lideranças pan-africanistas que têm o Quilombo dos Palmares como referência, além de vários arquivos de áudio de entrevistas das visitas de Lélia González, Abdias do Nascimento, Clóvis Moura, entre outros”, relatou o pesquisador.

No próximo ano, a Ufal vai completar 20 anos de políticas de cotas. Danilo já adianta na entrevista que o Neabi está preparando uma programação para marcar a data. “Nossa Universidade é pioneira na implantação de cotas e tem um grande acúmulo de experiência para compartilhar. Estamos sistematizando dados para propor políticas focalizadas”, informa Danilo.

Edição de áudio: Edilberto Sandes (Brother)